Duas frases para pensar::Afinal, é Sexta-feira::


Duas só, não, quatro – semana passada não teve…

:: :: :: :: :: :: :: :: :: ::

O poder em vontade, a vontade em ambição/E a ambição, lobo universal,/Duplamente acompanhada de vontade e de poder,/Precisa fazer uma vítima/E, por fim, se autodevorar.

William Shakespeare (1554-1616), Troilus and Cressida

Em vez de unidade entre as grandes potências – tanto política quanto econômica – depois da guerra, há desunião completa entre a União Soviética e seus satélites de um lado, e o resto do mundo de outro. Em suma, são dois mundos, em vez de um.

Charles E. Bohlen (1904-1974), 1947

O poder militar que ocupava o alto do sistema deparou … com poder ainda maior baseado na vontade popular na base. Como no jogo de crocket em Alice no País das Maravilhas, em que os malhos eram flamingos e as bolas eram ouriços, os peões no jogo da Guerra Fria, erroneamente vistos como objetos inanimados pelas superpotências, ganharam vida em suas mãos  e começaram, universalmente e sem interrupção, a tratar de seus planos e ambições.

Jonathan Schell (1943), 2003

Um mundo melhor será aquele em que as promessas de desarmamento se realizem, os preceitos do Direito Internacional sejam obedecidos pelas grandes potências, as diferenças econômicas entre os Estados se reduzam e o meio ambiente seja preservado.

Samuel Pinheiro Guimarães Neto (1939), 2007

Anúncios

3 pensamentos sobre “Duas frases para pensar::Afinal, é Sexta-feira::

  1. Esta é bem interessante, também:

    “60% da população local detesta-nos. O pior é que inclusive um em cada dois franceses prefere os alemães e assim é impossível ter confiança com os autóctones. Como todos, eu esperava que as tropas aliadas seriam acolhidas como libertadoras, mas uma semana depois sinto-me rejeitado pelos franceses. Acreditava vir encontrar uma população esfomeada e oprimida que aguardava os nossos soldados com impaciência, e o caso é que metade dos franceses que encontrei na Normandia não têm nenhuma vontade de ser libertados”.

    Rex North, The Journal of Modern History, nº 73, 2001.

  2. A ocupação alemã na França é um problema até hj. Mtos franceses detestavam os britânicos e achavam que o contra-ataque aliado destruiu o país – no q tinham certa dose de razão. Os camponeses eram profundamente conservadores, e viam os alemães como um tipo de aparentados… Acho q é isso q esse cara quer dizer. Por sinal, vc tem esse artigo?

  3. Bah, bitt, não tenho.

    Li essa frase em um desses blogs ultranacionalistas europeus que proliferam na Internet. Por isso não sei se é muito confiável.

    Mas os franceses não tinham, mesmo, muitos motivos para simpatizarem com os britânicos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s