Duas frases para pensar::Afinal, é Sexta-feira::


causa:: pretende, nesta sexta-feira dar elementos para que seus os leitores parem de pensar nos iranianos com base no mau-humor do presidente da República Islâmica. O Irã é um país de gente muito bem-humorada…::

Se o homem que casou com uma prima-irmã cometer adultério com a mãe dela, o casamento não será anulado.

O guerreiros de Allah são capazes de parar tanques com seus peitos. Suficiente é que acreditem nisso.

 É absolutamente proibido dissecar o corpo de um muçulmano, mas a dissecação do corpo de não-muçulmanos é permitida.

Ayatollah Ruhollah Khomeini (1900-1989), lider espiritual e político iraniano e primeiro ativista a conseguir fazer uma revolução por telefone.

Não há uma só coisa sobre a face da Terra que não possa ser feita retamente, e isso significa fazer segundo os ditames da Lei.

Aiatollah Ali Khamenei, falando a uma classe de futuros engenheiros na cidade de Isfahan

Certa vez apareceram uns religiosos aqui. Alguém tinha lhes dito que não estávamos cumprindo os ritos direito. Nós os tratamos respeitosamente e os pusemos para voar em um Lear Jet. Eles nos abençoaram, foram embora e não tivemos mais problemas com a religião.

Capitão Ahmad Sahedi, Força Aérea da República Islâmica do Irã

Anúncios

3 pensamentos sobre “Duas frases para pensar::Afinal, é Sexta-feira::

  1. Esses preceitos do Khomeini, e outros mais estranhos para nós, assim pareciam por terem sido totalmente deslocados do contexto, com a finalidade precípua de ridicularizar o dito aiatolá aos olhos ocidentais. Saíram no Brasil num livrinho chamado “O livro verde dos princípios políticos, filosóficos, sociais e religiosos do Aiatolá Khomeini”, cuja capa era, evidentemente, verde e a editora era a Record.
    Primeiro, a religião para nós, no ocidente, não é assunto do dia-a-dia, da vida inteira, como é para os orientais, por isso não compreendemos sua presença em cada ato cotidiano. Depois, a maior parte dos preceitos do livro era, claramente, esclarecimentos a respeito de casos concretos, sob como eles seriam encarados pela doutrina religiosa.
    Mais engraçado do que o citado pelo Bitt, sobre o complicado caso passional da mãe da prima irmã, é este, constante da pág. 102: “Se o homem sodomizar o filho, o irmão ou o pai de sua esposa após o casamento, este permanecerá válido”. Depois de rir, vamos dizer: que barbarismo!
    Só que o preceito do aiatolá seria exatamente igual à decisão de um juiz brasileiro, em caso semelhante: sodomizar a parentada recém adquirida não é motivo para anulação de casamento na lei brasileira. Tampouco o é papar a mãe da prima-irmã. Seria, provavelmente, caso para um divórcio bem rápido, mais nada, independente do possível processo penal contra o marido taradão por atentado violento ao pudor.
    Há muita diferença na lei, quanto aos efeitos que gera, entre ato nulo, anulado ou desfeito, então a doutrina do aiatolá não é senão um preceito de direito canônico perfeitamente lógico. Quanto aos guerreiros de Alá conseguirem parar o tanques com seus peitos, sei não, só se for uma guerreira muito gostosa e desinibida.

  2. Bom, de fato…
    Não foi um bom post, esse. Não tinha pensado na questão do “ridicularizar”, e meu objetivo era fazer graça, pq, do nosso pt de vista, as frases são meio ridículas. Mas sua explicação colocou as coisas em perspectiva. Realmente, lamento. :c(

  3. Gostei da frase do capitão da Força Aérea, demonstrou um pragmatismo militar que nem todos possuem, haja visto, por exemplo, o post em que o Bitt explica como as decisõs políticas influenciam em decisões tecnológicas.

    Mas, pensando bem, toda guerra é política.

    Lembro da história [não sei se é verídica] da obssesão e o fanatismo que as SS tentaram defender Berlim , numa guerra perdida, para que a cidade caísse nas mãos dos russos só depois do dia 1° de maio, devido a importância política da data para os russos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s