Uma fortificação, posto que é Segunda::Ehrenbreitstein::


fotogalerie_koblenz

A Fortaleza de Ehrenbreitstein (ao pé da letra, “a venerável rocha”) foi construída como pedra angular do sistema de fortificações de Coblença (Festung Koblentz), pelo governo real da Prússia, entre 1817 e 1832. O sítio era local de um castelo, pelo menos desde o século 11, com função de guardar a região do Médio Reno, área que permitia o acesso ao interior da atual Alemanha e tinha sido invadida por tropas francesas diversas vezes, até então. Sob a autoridade do arcebispo de Coblença, a fortaleza foi, no final do século 16, expandida. Ao longo dos séculos 17 e 18, sucessivos arcebispos se valeram de sua posição estratégica para influenciar as contendas políticas regionais, que geralmente envolviam França e Prússia. Em 1672, no início da Guerra entre França e o Brandenburgo, o chefe religioso recusou-se a atender ultimatos dos enviados tanto de Luís XIV quanto do embaixador de Brandenburgo, que exigiam permissão para que tropas cruzassem o Reno. Em 1794, tropas do governo francês revolucionário tomaram Coblença, depois de um cerco de quase um ano. As tropas francesas não tentaram, então, nenhuma ação ofensiva, mas apenas deixaram que a fome derrotasse os defensores. Em 1799, a fortaleza foi entregue à tropas francesas, que destruíram o castelo antes de partir, em 1801. Depois da derrota de Napoleão, o Congresso de Viena colocou a Renânia sob a autoridade da Prússia. Os prussianos consideravam a fortificação da área de Coblença como prioritária, devido à sua proximidade com a França, e por constituir um gargalo no acesso ao interior da região. Em torno da cidade foi construído, entre 1817 e 1834, um sistema de fortificações, que passou a ser chamado a “Fortaleza Coblença”. Ehrenbreitstein era parte desse sistema. A partir de então, difundiu-se a idéia que se tratava da maior fortaleza da Europa Ocidental. De fato, é um engano: as proporções da Festung Ehrenbreitstein são até um tanto modestas, a começar por sua guarnição, de 1200 homens. Apesar de sua importância e imponência, Ehrenbreitstein nunca foi atacada até sua desativação, como estrutura militar, em 1890. Durante a 2ª GM, serviu como depósito de documentos e obras de arte e posto de comando de bateriais anti-aéreas.::

Anúncios

3 pensamentos sobre “Uma fortificação, posto que é Segunda::Ehrenbreitstein::

  1. Concordo com o Diogo. Na minha ignorância, não fui capaz de identificar nem a fortaleza nem qualquer rocha, venerável ou comum. Também, com esses nomes impronunciáveis…

    • Bom, a foto é meio complicada, mas a fortaleza está na parte de baixo, vc vê claramente o bastião entrnado pelo rio. Não aparece toda pq o sítio é mto grande. Eu queria falar de uma fortaleza alemã, e só encontrei essa… :c(

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s