É um bom dia para pensar::


Como já disse diversas vezes o redator, os assíduos de causa:: gostam muito de pensar, o que faz esta seção a mais visitada deste blogue-recurso de pesquisa. Portanto, em homenagem a nossos intelectualizados leitores, a coluna publica hoje alguns textos tipo “alta complexidade”. Aliás, complexa é a vida – os textos são até bastante simples. Divirtam-se, pois::

[A agricultura foi] a segunda grande revolução coletiva do Homo Sapiens Sapiens. Os primeiros grupamentos humanos estavam condenados a perambular por toda sua existência coletando e caçando para sobreviver. Vidas curtas e de extrema penúria. A agricultura significou a liberação do estado natural que equiparava os seres humanos a quase bichos. A invenção coletiva da agricultura teve múltiplas vantagens além de libertar o homem da escassez nutricional a que coletores e caçadores estavam condenados: tempo liberado para mais contatos humanos e para desenvolver novas experiências. A agricultura permitiu que se formassem ainda comunidades maiores. Mais gente, mais energia criativa colaborativa, mais comunicação, mais ingredientes para outras inovações foram se acumulando até chegarmos a uma nova criação coletiva revolucionária, que nasceu há dez mil anos: as cidades. Ricardo Neves. O novo mundo digital: Você já está nele, página 17-18.

… a ficção e a imaginação popular muitas vezes agem em conjunto para difundir espontâneamente uma idéia, afim de poder fazê-la passar do domínio da fantasia ao da realidade. A antevisão dos escritores de ficção foi reconhecida após os ataques terroristas às torres gêmeas e ao Pentágono, em 11 de setembro de 2001. Depois desse golpe audacioso, o FBI visitou Hollywood para conhecer os possíveis cenários terroristas que os roteiristas já haviam concebido para a nova era da “guerra assimétrica”. P. D. Smith. Os homens do fim do mundo. O verdadeiro Dr. fantástico e o sonho da arma total, p. 98::

Do ponto de vista do desenvolvimento, o abandono do planejamento centralizado foi um avanço mas o abandono do keynesianismo foi um recuo. A sociedade de mercado, em pleno desenvolvimento, entrou em choque coma a massa dos excluídos prlo desemprego ou pela pobreza, mutias vezwes hereditária. Deste entrechoque vem resultando o renascimento da economia solidária na Europa e nas Américas, e também nos demais continentes em alguma medida. A economia solidária incorpora à produção e ao consumo grnade número de excluídos, dando demonstração concreta que constitui alternativa concreta à sociedade de mercado, na qual os despossuídos não têm lugar:: Paul Singer. Desenvolvimento e estratégia::

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s